Apresentação

Contextualização

Apesar da sua recente formação, o Campus de Joinville da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vem desempenhando um papel importante no desenvolvimento de pesquisa e na formação de profissionais em engenharia na região sul do país. Dentre os seus cursos de Engenharia, o campus incorpora sete cursos de graduação, sendo eles Engenharia Aeroespacial, Engenharia Automotiva, Engenharia Ferroviária e Metroviária, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Naval, Engenharia de Infraestrutura e Engenharia de Transportes e Logística. Ao todo, prevê-se a formação de 300 engenheiros e 100 alunos no bacharelado interdisciplinar em mobilidade por ano.

De acordo com a característica multidisciplinar dos cursos de graduação acima mencionados, espera-se que esta geração de recursos humanos atenda a boa parte da demanda industrial brasileira e, sobretudo, da crescente indústria situada na região sul do país. O atual cenário da indústria demanda profissionais capazes de conduzir pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias. Tais demandas implicam na necessidade de uma parceria efetiva com a universidade na formação de profissionais com amplo conhecimento em diversas áreas da engenharia e, ao mesmo tempo, alto grau de especialização.

As demandas supracitadas se justificam pela presença, no estado, de um parque industrial envolvido com o desenvolvimento de tecnologia de ponta relacionada, sobretudo, às indústrias automotiva, naval, mecatrônica e aeroespacial, as quais estão diretamente relacionadas às três áreas de concentração apresentadas nesta proposta – (i) Fenômenos de Transporte; (ii) Materiais; e, (iii) Desenvolvimento de Sistemas de Engenharia. Ao longo desta proposta descreve-se a importância de cada uma destas áreas na formação de recursos humanos e na condução de pesquisa e desenvolvimento tecnológico que atenda às demandas locais.

Além de atender à atual demanda regional e contribuir para o desenvolvimento tecno-científico, a presente proposta de criação de um curso de mestrado strictu sensu em Engenharia e Ciências Mecânicas alinha-se ainda ao Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSC e ao atual projeto do Governo Federal, no que tange à expansão das universidades e descentralização da pesquisa e da educação de nível superior. O curso de mestrado se caracteriza pela integração de conhecimentos em diversas áreas da engenharia e ciências exatas, incluindo na sua composição 18 docentes permanentes.

É importante ressaltar a criação do mestrado em Engenharia e Ciências Mecânicas complementará as linhas de pesquisa que vêm sendo conduzidas no estado, além de colaborar na redução das assimetrias regionais, no que tange a condução de pesquisa. Ainda, pela posição geográfica estratégica na região de Joinville, o curso de mestrado torna-se especialmente atrativo por diversos motivos. Primeiramente, pelo contato direto com as questões provenientes do polo industrial da região. Em segundo lugar, pela possibilidade de absorção de egressos dos cursos de engenharia existentes na própria região e de regiões próximas, incluindo os estados do Paraná e Rio Grande do Sul. Destacamos ainda que o curso de mestrado absorverá boa parte dos egressos do Campus de Joinville.

 

Histórico

A presente proposta do curso de mestrado em Engenharia e Ciências Mecânicas se origina da fusão de competências entre três áreas de pesquisa conduzidas atualmente no Campus de Joinville: Fenômenos de Transporte, Materiais e Desenvolvimento de Sistemas de Engenharia.

Por sua vez, o Campus de Joinville originou-se em agosto de 2009 através do Programa de Apoio ao Plano de Reestruturação e Expansão da Universidades Federais Brasileiras em 2008. Seu objetivo está na condução de ensino, pesquisa e extensão, que destina-se à formação de profissionais, tanto em nível de bacharelado como de engenharia, de alta competência técnica e gerencial, com foco no desenvolvimento de sistemas técnicos no campo veicular (automobilístico, metroviário, ferroviário, marítimo, fluvial, aéreo, espacial e mecatrônica) e no estudo de cenários e projetos para resolver problemas de infraestrutura, operação e manutenção de sistemas de transporte.

Os professores do Campus de Joinville integrados a esta proposta têm mostrado uma profícua produção científica nas áreas relativas à proposta de mestrado. Tal produção se expressa, sobretudo, sob forma de publicações em periódicos indexados pelo sistema Qualis/CAPES e na participação de projetos de pesquisa envolvendo outras instituições nacionais e estrangeiras. Além disso, grande parte do grupo de professores permanentes vem se destacando na capacidade de desenvolver e participar de atividades de pesquisa junto aos seus alunos do curso de graduação, por meio de bolsas de iniciação científica (programas PIBIC e PIBIT). Um grupo considerável de docentes possuem prévia experiência ou atua em outros programas de pós-graduação em outras instituições de ensino, conduzindo orientações e/ou co-orientações.